Marvel e Disney querem “Black Panther” na corrida ao Óscar de Melhor Filme

A categoria destinada aos “filme populares” nos Óscares recentemente criada não chega para o estúdio, que pretende que “Black Panther” vá mesmo a jogo na categoria principal.

Por: Dionisia Costa | 25/08/2018

Apesar do sucesso popular e das críticas elogiosas, filmes como “O Cavaleiro das Trevas”, “Logan” ou “Mulher Maravilha” não conseguiram atingir a tão cobiçada nomeação ao Óscar de Melhor Filme. Muitos consideram que a recém-anunciada criação de uma nova categoria para premiar os chamados “filmes populares” tenha por intenção colmatar essa falha (e a reboque atrair mais audiência para a emissão), mas a Disney e a Marvel não se parecem querer contentar com isso e pretendem que “Black Panther” seja mesmo nomeado ao troféu principal.

Para tal, segundo o “Los Angeles Times”, já terão contratado os serviços de Cynthia Swartz, uma das mais reputadas estrategas no campo das campanhas para os Óscares, para aumentar ao máximo as probabilidade de sucesso do filme nas nomeações às estatuetas douradas.

A ideia será salientar o enorme impacto global do filme, com a quase totalidade da equipa artística principal a ser composta por afro-americanos e o facto de, com 700 milhões de dólares de bilheteira nos EUA, se ter tornado o terceiro maior sucesso de sempre no país em valores brutos (sem ter em conta a atualização monetária), ultrapassando o oscarizado “Titanic”.

Estreado em fevereiro último, “Black Panther” arrecadou mais 1,3 mil milhões de dólares de bilheteira em todo o mundo e tornou-se um verdadeiro fenómeno cultural. Segundo o “Los Angeles Times”, um dos consultores dos Óscares disse que a própria Dawn Hudson, diretora executiva da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, está a torcer por esse resultado: “neste momento, acho que a Dawn Hudson iria enfiar-se num buraco se o “Black Panther” não for nomeado a Melhor Filme e acabar por ficar na categoria de filme popular. O mais engraçado é que a Dawn ficaria mais desapontada que qualquer pessoa na Marvel”.

O próprio Kevin Feige, presidente dos Marvel Studios, já tinha expresso essa vontade há alguns meses: “gostaria de ver [reconhecido] o trabalho duro e o esforço e a visão e a crença do talentoso realizador Ryan Coogler, que se sentou na mesa à nossa frente há alguns anos e disse “tenho andado a lidar com algumas questões sobre o meu passado e o meu património e acho mesmo que quero contar uma história dentro deste filme”. E ele fê-lo tão inacreditavelmente bem e com tanto impacto… ver isso ser potencialmente reconhecido é o que me entusiasma mais”.

Os nomeados na 91ª edição dos Óscares serão conhecidos a 22 de janeiro de 2019 com a cerimónia de entrega dos troféus a decorrer a 24 de fevereiro.

...
comercial@estasnabocadopovo.com

© Estás na boca do povo - 2019 Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Vaysoft